Show no Café Elétrico

Formada em 2006 por Bruno Guerra e Diego Bravo, a Strange Music surgiu como um veículo para experimentações que misturavam guitarras de rock alternativo a batidas eletrônicas geradas em um velho computador pessoal. Influenciado pelo noise do Sonic Youth e os beats do Daft Punk, o duo reuniu todas as suas composições próprias e gravou, ainda em 2006, o disco de estréia For Ordinary People, lançado de forma independente em shows no interior de São Paulo.

Antes que o ano acabasse, disponibilizaram na internet um EP virtual com quatro músicas, intitulado Estranhos em Wonderland. O lançamento já antecipava as mudanças sonoras que viriam no ano seguinte.

Em 2007, Juliano Domingues se juntou à banda e a Strange Music começou a produção de seu segundo disco, com uma roupagem mais noturna, influenciada pela black music e ambient, mas sem deixar de lado as guitarras. Em dezembro daquele ano lançaram Moonrise, mais uma vez gravado, produzido e distribuído pela própria banda.

O ano de 2008 foi bastante intenso para a banda. Com a divulgação do segundo trabalho, surgiram apresentações em diversas casas de São Paulo, incluindo o tradicional Bar Brahma, o Túnel do Tempo, o Casa Club Hostel e o Empório São Pedro. Em novembro, a Strange Music fez o show de abertura do evento que lançou a Oi (operadora de celulares) em Bauru-SP, para o qual estavam escalados Frejat e Lulu Santos. No início de 2009, tocaram pela primeira vez no Centro Cultural São Paulo (CCSP), como parte do projeto Sonoridade Máxima.

Atualmente, o trio trabalha em seu próximo disco, que será lançado no segundo semestre de 2011, e se prepara para mais shows dentro da cena alternativa paulistana.

Show no Café Elétrico